Carregando...

Um rapaz toca violão encostado no muro que margeia o terreno baldio próximo ao metrô Penha. Ele usa uma camiseta de gola larga, cuja estampa de azulejos portugueses contém a imagem de São Jorge, no pescoço um colar de miçangas, óculos escuros com hastes prateadas estilo “mosca” para se proteger do Sol. O cabelo rastafári, quase loiro, é preso com uma espécie de coque que pende para o lado. Conrado Pera mora na Chapada dos Veadeiros, norte de Goiás. Sua canção narra a história de uma jovem perdulária que não guardou dinheiro nem para pagar a própria lápide. Ao fim da música ele devolve o violão à moça que o escutava “é emprestado” diz “mas posso cantar acappela”. Ele sugere subir até a Igreja da Penha. Após trinta minutos de caminhada morro acima, Conrado não demonstra sinais de cansaço e canta assombrosamente bem enquanto a tarde chega ao fim.

Ficha técnica

NOME: Conrado Pera

IDADE: 32 anos

NATURALIDADE: São Paulo

NACIONALIDADE: Brasileiro

INSTRUMENTOS: voz a capela e violão

TELEFONE: 62.8257.9453

REDES SOCIAIS: facebook.com/conrado.pera

Músicas:

    1- Em Déiz Vêiz
    2- Carne Púrpura
    3- Cantochão

Influências:

  • Milton Nascimento
  • Luiz Gonzaga
  • Bob Marley

Mapa

Artista registrado nesse endereço:
Não representa sua atual posição.